Indústria farmacêutica: guia completo para treinar a equipe

/
uma representante farmacêutica e uma médica conversando

O treinamento de colaboradores da indústria farmacêutica é essencial para potencializar os resultados de todo o empreendimento. Isso porque uma equipe bem capacitada oferece mais qualidade nas atividades desenvolvidas, impactando diretamente todos os processos internos e também a experiência de compra dos consumidores.

Sendo assim, quanto maior for a qualificação dos serviços oferecidos, melhor é a satisfação dos clientes e maiores também são as chances de a empresa fidelizar e ampliar sua rede de consumidores. Por isso, investir na capacitação dos profissionais é fundamental para melhorar o dia a dia de trabalho e promover o sucesso de qualquer negócio.

Pensando nisso, fizemos este post para que você entenda os principais desafios da indústria farmacêutica e a importância de capacitar, treinar e atualizar os colaboradores desse ramo. Além disso, você entenderá os treinamentos básicos, a plataforma de Microlearning e como escolher a ideal para o seu negócio. Boa leitura!

1. Desafios da indústria farmacêutica

A indústria farmacêutica desempenha um papel muito importante no setor de saúde, pois é responsável por oferecer suprimentos essenciais para a população. Por isso, os processos precisam ser padronizados, transparentes e atualizados a fim de garantir a qualidade do produto e do atendimento aos consumidores.

Nesse contexto, os treinamentos são indispensáveis. Isso fica ainda mais evidente ao conhecer os principais desafios desse ramo, que poderiam ser resolvidos ou amenizados com uma boa gestão de capacitação dos colaboradores. A seguir, listamos os principais. Acompanhe!

1.1. Atualização da indústria

Buscar constantemente por atualização, seja em procedimentos, materiais ou equipamentos, é fundamental para a sobrevivência de qualquer negócio. Isso porque a inovação é algo muito forte nos dias atuais, tudo se moderniza e atualiza muito rápido.

As empresas que não acompanham esses avanços tornam-se obsoletas e perdem vantagem competitiva. Na indústria farmacêutica não é diferente, pois buscar pelo aperfeiçoamento profissional afeta diretamente a qualidade dos processos e do produto final oferecido.

1.2. Investimento em tecnologia

Buscar por atualizações sem investir em tecnologia é quase impossível no mundo atual. As facilidades que os avanços da tecnologia proporcionam para toda a sociedade são muitas e tornam-se ainda mais relevantes no ambiente corporativo.

Na indústria farmacêutica, esse investimento facilita bastante os processos e a capacitação da equipe, com a opção de treinamento EAD, por exemplo. Além disso, melhora a eficiência do ensino, oferece mais flexibilidade, motivação e autonomia para os colaboradores.

1.3. Produção sustentável

A sustentabilidade também é outro fator ligado à inovação e muito importante para que uma empresa se mantenha competitiva. Os medicamentos biotecnológicos são uma forte tendência. Por isso, os processos e recursos da indústria farmacêutica precisam estar compatíveis com a sustentabilidade e a tecnologia para desenvolvê-los com excelência.

Mais uma vez, os treinamentos corporativos são essenciais para que esse setor consiga vencer os seus desafios. Todos os que foram citados estão correlacionados e podem ser vencidos na indústria por meio da capacitação da equipe e do investimento nas ferramentas adequadas. 

1.4. Equipe capacitada

Esse é um dos maiores desafios da indústria farmacêutica, já que a maioria das instituições não compreende a real importância de capacitar a sua equipe e como isso afeta os resultados obtidos.

Investir em treinamentos a fim de aprimorar as habilidades dos colaboradores é essencial para obter vantagem competitiva, garantir a qualidade dos processos e produtos e a segurança da população. Afinal, as recomendações acerca de um medicamento, como armazenamento, precauções e contraindicações, afetam a saúde dos consumidores.

2. Importância de treinar e capacitar os colaboradores

Empresas de todos os setores têm investido cada vez mais na capacitação de seus colaboradores, exatamente por compreenderem os resultados positivos que essa prática traz para todo o negócio. No entanto, para alcançar esses resultados, é fundamental seguir todas as etapas do processo de treinamento e desenvolvimento, ou seja, planejar, executar e mensurar os resultados de forma contínua.

O principal objetivo de treinar e capacitar os colaboradores é desenvolver e fortalecer as habilidades, o conhecimento e as competências de todos os profissionais da indústria farmacêutica. Assim, é possível alinhar os processos e informações importantes entre gestores e colaboradores, em prol de um propósito comum: o sucesso da organização.

Com uma boa ferramenta de ensino, é possível compartilhar conhecimento, esclarecer dúvidas do dia a dia, solucionar problemas de forma rápida e objetiva, oferecer suporte ao desempenho, estimular a colaboração, promover o engajamento da equipe e identificar talentos.

Como visto, os benefícios são muitos, tanto para a corporação como para os seus colaboradores. A seguir, apresentamos mais alguns. Confira!

2.1. Equipe qualificada e motivada

O principal objetivo de uma empresa ao investir em cursos de capacitação deve ser atingir excelência na execução das tarefas, ou seja, promover a constante qualificação dos profissionais. A partir disso vêm todos os outros benefícios dessa prática.

Ao investir no aperfeiçoamento das habilidades dos profissionais, eles se sentem mais motivados, valorizados e confiantes para exercer suas funções. Tudo isso reflete nos resultados obtidos pela instituição.

 2.2. Vantagem competitiva

Ao potencializar os resultados, a indústria farmacêutica que investe na capacitação de seus profissionais consegue obter vantagem competitiva, ampliando sua rede de consumidores e ganhando notoriedade de mercado. Isso porque a produtividade aumenta, as competências são aperfeiçoadas e a inovação se faz presente no dia a dia de trabalho.

 2.3. Retenção de talentos

Manter pessoas talentosas e capacitadas também é outro benefício dos treinamentos corporativos. Isso porque os colaboradores mais eficientes estão sempre em busca de conhecimento e aprendizado. Sendo assim, interessam-se por inovação, atualização e aperfeiçoamento.

3. Motivos para se atualizar

Como você pôde perceber, o capital intelectual é o principal responsável pelo desenvolvimento e sucesso de uma empresa. Por isso, investir em treinamentos sempre será vantajoso para qualquer negócio, se bem planejado e direcionado. Afinal, de nada adianta investir nas melhores ferramentas tecnológicas se a equipe não for capaz de usufruir de todas as suas funções.

As facilidades oferecidas pela tecnologia são muitas e se modernizam diariamente. Para utilizá-las, é preciso atualizar os processos, adequar as formas de execução e inovar as metodologias. Quando se trata de medicamentos e suprimentos, como no caso da indústria farmacêutica, isso se torna ainda mais relevante, por estar ligado à saúde da população.

Esse setor precisa estar sempre ligado às mudanças, seja na forma de armazenamento de um medicamento, na posologia e nas contraindicações, para que consiga garantir a segurança dos consumidores e a qualidade dos produtos oferecidos.

Portanto, os motivos para se atualizar são muitos. Para reforçar a importância dessa prática, selecionamos mais alguns deles. Acompanhe!

3.1. Aumento das vendas

A melhoria constante dos processos reflete na qualidade do produto final e amplia muito a rede de consumidores. As atualizações também podem abranger o time de vendas, visando a alta performance de quem lida diretamente com a necessidade do consumidor.

Um bom atendimento, com atenção, proatividade e disponibilidade, ganha a confiança do cliente e é um dos principais motivos que faz ele voltar no mesmo estabelecimento, sem buscar a concorrência.

3.2. Maior engajamento da equipe

Uma equipe que se atualiza junto torna-se mais engajada e comprometida em atingir os objetivos estabelecidos. Há uma grande troca de conhecimento e experiências entre colaboradores e líderes, permitindo uma maior interação e contribuição mútua.

Assim, todos se sentem parte importante dos processos e a indústria consegue criar uma cultura organizacional com objetivos e necessidades alinhados, que favorece o aprendizado e o desenvolvimento constante. 

3.3. Redução de custos 

A atualização constante reduz consideravelmente o índice de falhas dos colaboradores, proporcionando um ambiente corporativo com menos retrabalhos e desperdícios. Isso reduz consideravelmente os custos da empresa com materiais e turnover, por ter profissionais motivados e satisfeitos. 

4. Treinamentos para a equipe da farmácia

Agora que ficou claro a importância dos treinamentos na indústria farmacêutica, chegou a hora de conhecer as principais opções. Não basta apenas conhecer os produtos oferecidos pelo estabelecimento, mas também entender suas indicações, dar suporte ao cliente, prestar um bom atendimento e realizar boas vendas.

Sendo assim, todos os setores precisam ser bem instruídos, desde a produção até a venda. Existem diversos tipos de treinamentos comportamentais essenciais para qualquer profissional, independentemente de hierarquia e função.

Isso porque eles são capazes de desenvolver a inteligência emocional, o trabalho em equipe, a motivação, a melhora da comunicação e a resolução de conflitos, além de capacitar bons líderes. Afinal, as relações interpessoais, tanto entre os colaboradores e gestores como entre atendentes e consumidores, são fundamentais para oferecer um bom serviço.

Também é possível aplicar treinamentos voltados para a legislação farmacêutica, balconistas, supervisores, atendimento, produtos, vias de administração de medicamentos, televendas, entre outros. É importante que todos eles estejam alinhados com os objetivos da organização e de acordo com a realidade de cada função.  

Com a grande urgência de aplicar as atualizações, o mais interessante para esse ramo são treinamentos rápidos e de fácil acesso, que estejam sempre à disposição dos colaboradores.

Nesse contexto, as plataformas de Microlearning são muito eficientes e trazem muitas vantagens sobre a difusão do conhecimento, como mobilidade, agilidade, acessibilidade e praticidade na troca de informações. Assim, elas são um ótimo suporte ao desempenho, base de conhecimento e colaboração.

Todas as opções de treinamentos são um grande investimento, pois quando a gestão se preocupa com o desenvolvimento das habilidades de seus colaboradores, está na verdade potencializando os seus próprios resultados.

Engana-se quem pensa que é necessário gastar muito para isso. Atualmente existem várias formas de ensino que não exigem grandes recursos financeiros da empresa nem muito tempo dos colaboradores, como o Microlearning. A seguir, falaremos mais sobre essa modalidade. Acompanhe!

5. Plataforma de Microlearning

O Microlearning é uma forma de ensino a distância e, como o próprio nome diz, trata-se de um microaprendizado. Ele surgiu com a necessidade de aprender assuntos específicos em pouco tempo, focando no que realmente interessa. Isso não diminui a qualidade dos conteúdos oferecidos, já que temas complexos podem ser oferecidos em pequenas sessões de aprendizagem.

Ele auxilia e muito na difusão de conhecimento corporativo, principalmente na indústria farmacêutica, em que o fluxo de trabalho é muito intenso e dinâmico. Afinal, trata-se de uma forma de ensino curta, direta, objetiva e disponível em qualquer momento.

Com uma boa plataforma de Microlearning, é possível conciliar falta de tempo, pressões e necessidade de acompanhar as atualizações, adquirir novos conhecimentos e aperfeiçoar as habilidades dos colaboradores.

Além disso, algumas opções no mercado podem ser utilizadas para esclarecimento de dúvidas, suporte ao desempenho, estímulo à colaboração, criação de networking, identificação de talentos e compartilhamento de informações.

6. Escolha da plataforma ideal

O primeiro passo para escolher a plataforma de Microlearning ideal para o seu negócio é entender de forma clara as suas necessidades e objetivos. A partir disso, é possível definir prioridades, traçar um modelo adequado e especificar as ferramentas indispensáveis para que a sua corporação atinja os resultados esperados. Listamos alguns fatores que podem ser relevantes na escolha. Acompanhe!

6.1. Custo-benefício

Analise a opção em que você terá o maior custo-benefício, ou seja, com as funcionalidades que atendam as suas necessidades e o menor preço possível. Também é viável analisar a confiabilidade da plataforma e da empresa que oferece esse serviço.

6.2. Gerenciamento

Um outro fator importante para a plataforma ideal é que o gerenciamento dos cursos seja centralizado, ou seja, feito em um só lugar. Isso inclui matrículas, relatórios, avaliações etc. 

6.3. Formato mobile

A grande maioria das pessoas acessa a Internet por meio do celular. Por isso, é muito interessante que a plataforma tenha formato mobile, permitindo que os colaboradores acessem os conteúdos a qualquer hora e de qualquer lugar.

6.4. Conteúdos diversificados

A diversidade de formatos para apresentar os conteúdos também é outro fator importante. O Microlearning envolve diversas configurações de aprendizado, como podcasts, vídeos, animações, infográficos, entre outros.

Como visto, a educação corporativa é indispensável para a indústria farmacêutica e deve ser encarada como um processo contínuo. Afinal, ela é capaz de potencializar os resultados e melhorar a qualidade dos processos por meio de uma equipe atualizada e capacitada.

Além disso, foi possível perceber que um dos métodos de ensino mais práticos e eficientes é o Microlearning, que oferece conhecimento de qualidade, de forma objetiva e dinâmica, proporcionando uma grande autonomia e flexibilidade aos colaboradores.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Achou as informações apresentadas relevantes? Que tal compartilhar este texto em suas redes sociais e permitir que seus amigos também fiquem por dentro desse assunto?

Compartilhe
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp